Fazenda Vassourão

Parceria com Fazenda Vassourão garante o melhor queijo canastra aos clientes

Aqui na Racleteira, temos uma paixão: garantir a você a melhor experiência gastronômica junto com seus familiares, amigos ou convidados.

E, como profundos conhecedores das delícias proporcionadas pelas nossas Racleteira Premium, nós amamos um bom queijo. Todo mundo já sabe disso, não é?

Por isso, trouxemos uma novidade! Agora, somos parceiros da Fazenda Vassourão para oferecer aos nossos clientes um dos mais famosos queijos brasileiros de origem e produção de Minas Gerais: o Queijo Canastra.

Produzido há mais de duzentos anos, ele é primo distante do queijo de São Jorge, Açores, Portugal, trazido pelos imigrantes da época do Ciclo do Ouro, mas com particularidades muito brasileiras.

O clima, a altitude, os pastos nativos e as águas da Serra da Canastra dão a esse queijo um sabor único: forte, meio picante, denso e encorpado. Desde maio de 2008, o queijo canastra é patrimônio cultural imaterial brasileiro, título concedido pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

A região reconhecida pelo INPI e IPHAN como produtora da iguaria engloba apenas sete municípios: Bambuí, Delfinópolis, Medeiros, Piumhi, São Roque de Minas, Vargem Bonita e Tapiraí.

Queijo canastra: conheça a produção da Fazenda Vassourão

Queijo canastra não é um tipo de queijo. Muitos não sabem, mas a Região da Canastra é uma área de produção delimitada. Para ser o autêntico Queijo da Canastra, precisa ser feito em um dos sete municípios pertencentes a região, sendo um deles, Bambuí, onde se localiza a Fazenda.

O tipo de pastagem, o gado, o relevo, o clima e a pureza da água dão identidade ao queijo que é feito lá. A todas essas características damos o nome de “terroir” da Região do Queijo da Canastra.

O queijo é muito mais do que um produto na região, ele representa a cultura, as tradições e faz parte da história.

A paixão por queijos lá na Fazenda Vassourão, começou em 1987, quando o pai João Germano de Andrade, pioneiramente, começou com a produção de queijo muçarela.

A queijeira passou por gerações dentro da família e atualmente tem continuidade com a produção do queijo tradicional da serra da canastra.

Para os proprietários da Fazendo, a produção remete a responsabilidade de levar para a sua casa o que há de melhor em Minas: sabor e amor.

Queijo canastra: modo de produção

Tudo começa pela qualidade do leite. O processo sanitário é rigoroso para que chegue na queijeira o melhor leite.

A Fazenda Vassourão segue as normas e boas práticas exigidas para a produção de queijo artesanal para garantir um produto de alta qualidade.

O queijo é feito com leite cru, o que podemos chamar de “obra de arte”, pois além do leite, é inserido apenas o coalho, sal e o “pingo” que expressa a identidade do queijo.

Depois de pronto, nada mais do que tempo.

Ao longo do processo de maturação, é necessário controlar a temperatura e umidade do ar para ofereça o ambiente ideal. O queijo é virado várias vezes ao dia, com cuidado, para que ele chegue na maturação perfeita.

O ponto de maturação do tradicional queijo da canastra é de 21 dias. Esse ponto do queijo, ele fica com a casca amarelinha por fora e macio e suculento por dentro.

Ficou com água na boca? Pois, é. Nós também ficamos e por isso trouxemos para você os melhores produtos.

Queijo canastra combina com tudo desde as massas, risotos ou como combinações com carnes, e ainda pode ser servido como aperitivo harmonizado com cerveja ou vinho.

Leave Your Comments